01 de Abril de 2017 / 08:58 h

BARRA DO BUGRES

Botelho visita obra do Fórum e presidente do TJ garante retomada neste mês

O presidente da ALMT visitou a cidade acompanhado do desembargador Rui Ramos e dos deputados Wagner Ramos e José Domingos Fraga.

Por TATI MEDEIROS E ALLINE MARQUES / Assessoria da Presidência

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), visitou a cidade de Barra do Bugres, nessa sexta-feira (31), juntamente com o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Rui Ramos, e dos deputados Wagner Ramos (PSD) e José Domingos Fraga (PSD). Eles foram verificar in loco a situação da obra do Fórum da cidade que está paralisada há cinco anos.

A visita é resultado de uma reunião realizada na semana passada na sede do TJMT e o presidente do órgão se comprometeu em verificar a situação. O atual prédio onde funciona o Fórum já não atende mais a demanda da cidade que acumula cerca de 20 mil processos, conforme contou o prefeito Raimundo Nonato (PSB), por isso a importância em se terminar a obra que com o tempo ficou abandonada.

Durante a visita, o presidente do Tribunal de Justiça afirmou que a obra será retomada agora em abril. Ele assumiu à presidência em dezembro e disse que estava ainda em fase de transição quando tomou conhecimento da situação desta obra após receber a visita do presidente da Assembleia acompanhado do prefeito da cidade.

“É claro que esta é uma obra necessária necessitamos e agora em abril a reiniciaremos. Temos um estudo de pedido para uma nova comarca em Nova Olímpia e ainda podemos trazer mais duas varas para Barra do Bugres. Naturalmente reconheço a dignidade da população que espera uma Justiça de qualidade e para isto precisa de meios físicos para acolher e receber toda população”, afirmou Rui Ramos.
Botelho destacou que a visita foi para mostrar ao presidente do TJ a situação da obra para que ele entendesse as condições em que está o prédio, já que são cinco anos paralisada. “Ele se dispôs vir aqui in loco e agora temos a promessa de dar reinício à obra que será uma realidade em breve. Este é o trabalho que nós estamos fazendo para o povo de Barra do Bugres”, declarou.

O prefeito da cidade espera agora que com a nova sede do Fórum pronta possam ser criadas novas varas para atender a demanda que se acumulou ao longo destes anos e já ultrapassa os 20 mil processos. Ele pontuou ainda que o prédio atual não possui condições de ser ampliado e por isto é importante o fim desta construção.

“É uma obra importante e estou sentindo que Barra do Bugres está saindo da UTI. Vou agradecer ao presidente do Tribunal de Justiça por colocar à disposição da nossa gente. Barra ficou parada por muitos anos e hoje ela acordou. Está todo mundo trabalhando, não tem dia e nem hora. Não temos recursos, mas temos muita vontade para trabalhar”, desabafou o prefeito que há tempos sonha com a obra.

O deputado Wagner Ramos que é da região ressaltou que a obra paralisada gera um prejuízo social para a população e acredita que agora com o aval do presidente do TJ a obra seja concluída para atender ao anseio da sociedade não apenas do município, mas da região que depende da Comarca de Barra do Bugres para os serviços judiciários.

Já o deputado José Domingos Fraga ressaltou a importância do “relacionamento perfeito entre a Assembleia e o Tribunal de Justiça em busca do bem comum tentando resolver os gargalos que afetam a população não apenas com relação ao Poder Legislativo, mas também do Judiciário”. Agora, espera que a obra saia do papel para que os serviços jurisdicionais cheguem à população.

NA ESTRADA

O presidente da Assembleia visitou ainda as cidades de São José do Rio Claro, Tangará da Serra e Primavera do Leste para ouvir as demandas da população, se reunir com os prefeitos e analisar quais meios o Poder Legislativo poderá ajudar esta região.

Em Barra do Bugres, outra demanda apresentada pelo prefeito foi a pavimentação da estrada que liga o frigorífico ao centro da cidade. Ele contou que em época da chuva a estrada fica um lamaçal, enquanto na seca o problema é a poeira.

“Tem sete anos que existe o frigorífico e não tem asfalto para lá. Lama e poeira não combinam com carne”, declarou.

Botelho anunciou esta semana que a Assembleia Legislativa irá devolver R$ 80 milhões ao Executivo para que seja investido em obras de pavimentação nos municípios. Além disso, outros R$ 10 milhões serão repassados para o setor da Cultura, também voltado a atender às Prefeituras e R$ 2 milhões irá para a construção da Clínica da Mulher na Santa Casa da Misericórdia em Cuiabá, que poderá atender o público feminino de todo estado com tratamentos voltados à saúde da mulher custeados pelo Serviço Único de Saúde (SUS).

Veja a galeria completa no Flickr

 

Fotos: Maurício Barbant/ALMT