26 de Maio de 2017 / 09:03 h

POLÍTICA CIDADÃ

Estudantes da capital participam do projeto ‘Educação Legislativa em Movimento’

Em sua terceira edição, a ação chega a Cuiabá e é realizada nesta sexta-feira na escola André Avelino

Por LAÍS COSTA MARQUES / Secretaria de Comunicação

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realiza esta semana a terceira edição do projeto “Educação Legislativa em Movimento”. Esta é uma das iniciativas da Mesa Diretora para aproximar o Poder Legislativo do cidadão mato-grossense, por meio de atividades desenvolvidas em escolas de todo o Estado, levando palestras, oficinas e atividades culturais aos estudantes. Nesta etapa, projeto visita os alunos da escola André Avelino Ribeiro, a primeira da capital a participar. A abertura foi realizada na noite desta quinta-feira (25) e continua ao logo da sexta-feira (26).

A expectativa é levar informações para pelo menos 1 mil estudantes do ensino médio da escola e, para isso, as atividades são realizadas nos três período de aulas. O conteúdo incluí a história do Poder Legislativo em Mato Grosso, incentivo para a participação política, prevenção às drogas, orientação vocacional, meio ambiente e sustentabilidade. Cada tema é trabalhado por um especialista, como profissionais do Instituto Memória do Poder Legislativo; da Escola do Poder Legislativo; do setor de Ambientação da ALMT; da Supervisão de Saúde e Qualidade de Vida da Assembleia, o Qualivida; da Polícia Judiciária Civil, entre outros parceiros que integram o projeto.

Para o diretor da escola André Avelino, professor Munir Fares, ser escolhida para abrir o projeto em Cuiabá foi motivo de orgulho para os alunos e professores da escola. “Vemos no projeto uma oportunidade de desmistificar a política de forma mais ampla e mostrar para os jovens como a Assembleia Legislativa trabalha. Gostamos porque traz para nossa escola conteúdo de qualidade, conhecimento geral e consciência cidadã”.

A estudante do 1º ano, Joyce Kelly Souza, 16, abriu a noite com um show que encantou a todos pela sua voz. Mas não é a música que alimenta os sonhos da jovem, ela quer ser juíza e sabe que para isso precisa estudar muito. “Preciso ler, estudar, ir atrás do conhecimento, só assim vou conseguir ser juíza. E assim acontece em todos os lugares. Vemos muitas pessoas criticarem que só existem políticos corruptos, mas isso não é verdade. Existem muitos que trabalham e estão tentando melhorar a situação do nosso país, como aqui na escola, muitos querem conhecimento, outros não”, resumiu a jovem.

Liderado pelo presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (PPS), e pelo deputado Wancley Carvalho (PV), o “Educação Legislativa em Movimento” acontece duas vezes por mês, sendo uma no interior do Estado e outra na Baixada Cuiabana, e passou por Jauru e Distrito da Guia antes ser realizado em Cuiabá. O objetivo é que o projeto, alinhado com outras ações como o Assembleia Itinerante e as audiências públicas, consiga esclarecer para a população como a Casa de Leis funciona e como cada um pode participar.

O secretário de finanças da Assembleia, Ricardo Adriane, que na abertura representou o deputado Eduardo Botelho, destacou que a experiência tem surpreendido até o momento e que, nos próximos dois anos, a intenção é popularizar o programa. “Por onde passamos fomos bem recebidos pelos estudantes e pelos professores. Conseguimos, como o apoio da Escola do Legislativo, montar uma programação interessantes aos jovens e com conteúdo relevante para uma formação cidadã”.

O coordenador da Escola do Legislativo, Thales Roder, explica que até o fim do ano o “Educação Legislativa em Movimento” deve passar por 18 escolas e levar informações a 10 mil estudantes. “Escolhemos as primeiras escolas a participarem e agora já começamos a receber solicitações espontâneas. Isso mostra que há interesse por conhecer nosso trabalho e participar mais efetivamente do processo político”.

Nesta sexta-feira, as palestras e oficinas serão realizadas para os estudantes do turno matutino e vespertino e à noite tem encerramento com apresentação cultural dos estudantes.

 

Fotos: MAURÍCIO BARBANT