28 de Março de 2018 / 11:06 h

LEVERGER

Moradores de assentamentos reivindicam acesso a transporte público

Segurança no trânsito também foi solicitada

Por   ITIMARA FIGUEIREDO – Assessoria de Imprensa da Presidência

Os moradores dos assentamentos Nossa Senhora de Aparecida e Leverger II, em Santo Antônio de Leverger, pediram ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), o intermédio junto a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT), para a colocação de ponto de ônibus dentro das comunidades. Também solicitaram apoio para a colocação de quebra-molas na MT-040, nas proximidades do Assentamento Poço, onde moram inúmeras famílias.

Eles receberam o presidente Botelho, na noite desta terça-feira (27.03), no Assentamento Nossa Senhora de Aparecida. Botelho assegurou empenho à consolidação das reivindicações e destacou a necessidade de acesso ao transporte público.

“Vamos intervir junto aos órgãos competentes para ajudar a melhorar as condições de vida dessas comunidades. Pois, os moradores precisam caminhar pelo menos um quilômetro para pegar ônibus e irem trabalhar. Além de correrem riscos na rodovia, ainda retornam pra casa à noite, no escuro. É fundamental colocar ponto de ônibus mais próximo da comunidade. Tem também a demanda do quebra-molas que vamos discutir com a Sinfra por entender que vai propiciar mais segurança no trânsito”, garantiu Botelho.

De acordo com o vigilante, morador Hugo Junior da Silva, do assentamento Nossa Senhora Aparecida, a comunidade já fez até abaixo-assinado para solicitar o transporte. “Moro aqui há oito anos e sei das dificuldades de todos para pegar ônibus. Muitas mães têm que deixar os filhos nas creches para poderem trabalhar e sofrem com a distância até o ponto mais próximo, e o retorno pra casa é ainda pior”, lamentou.

Da mesma forma, o pescador Flávio Ferreira relatou a situação. “Estou aqui há 12 anos e hoje temos a grata satisfação de receber o deputado Botelho para apresentar as nossas necessidades, uma delas é a falta de quebra-molas na MT-040, onde os carros passam em alta velocidade e a nossa preocupação é com os inúmeros idosos da Comunidade Poço”. Em Altos do Leverger II também há registro de acidentes conforme relatou o morador Benedito Franco.

 

Fotos: MAURÍCIO BARBANT