16 de Abril de 2018 / 16:39 h

SINDICATO DOS SERVIDORES

Presidente da ALMT recebe plano de metas do Sindal

Construção da sede própria está entre as prioridades

Por ITIMARA FIGUEIREDO – Assessoria de Imprensa da Presidência

A diretoria do Sindicato de Servidores da Assembleia Legislativa – Sindal entregou, nesta segunda-feira (16.04), o plano de metas da entidade para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), em reunião que contou com as presenças do procurador-geral da Casa de Leis, Grhegory Paiva Pires Moreira Maia e do secretário de Finanças, Ricardo Adriane Oliveira. A construção da sede própria, no Centro Político Administrativo, está entre as prioridades. Expectativas é que as obras comecem em dezembro deste ano.

O presidente do Sindal, Jovanildo Antônio da Silva destacou o empenho da categoria à aprovação do plano. “Tivemos nossas metas aprovadas em assembleias gerais e, hoje, encaminhamos ao presidente Botelho, para fazer estudos sobre o que pode ser viabilizado para os servidores. Tenho certeza que a parceria será ideal para o futuro dos servidores da Casa de Leis. O maior desafio é a construção da sede do sindicato, uma das metas de campanha e que queremos inaugurar até o final desse mandato”, esclareceu Silva.

Ao garantir empenho da Mesa Diretora às ações que beneficiam os servidores, o deputado Botelho disse que concorda com as metas em vários aspectos e que na medida do possível irá apoiá-las. Isto porque há limitações orçamentárias em detrimento ao Projeto de Emenda Constitucional que limita os gastos públicos – PEC do Teto de Gastos aprovada no ano passado.

“Temos a limitação que é a PEC do Teto de Gastos, por isso não podemos avançar em muitas coisas, mas dentro do possível vamos fazer. Temos a construção da sede, por exemplo, que será muito importante para os servidores e podem contar comigo e a Mesa Diretora para trabalharmos em cima disso. Tem também a questão da URV de 1995, que aguardamos a decisão judicial, dentre outras questões como os servidores exercendo a mesma função, mas com salários diferentes, sou a favor de equalizar isso. Enfim, são várias reivindicações em que estamos alinhados e vamos trabalhar para executa-las”, afirmou Botelho .

Também compõem o plano de metas do Sindal a inclusão de auxílio saúde; revisão do auxílio alimentação; assegurar o ganho real de 6% na data base para maio 2018; corrigir URV até junho 2018; solicitar pagamento da URV para servidores do concurso de 1995 e demais servidores que não receberam; garantir o cumprimento da Lei 9287/09; retornar o pagamento de aposentados à ALMT; criar equipes para estudo do Plano, Cargos, Carreiras e Salários – PCCS e para aprovação da PEC 518/2010.

Mais informações
Assessoria de Imprensa da Presidência
Fones: 3313-6296/ 99952-1211

 

Fotos: Maurício Barbant/Assessoria Presidência