02 de Maio de 2018 / 14:34 h

INFRAESTRUTURA

ALMT acompanha vistoria em obra de pavimentação no Distrito do Sucuri

A obra de asfaltamento foi indicação do deputado Eduardo Botelho

Por Ingridy Peixoto / Secretaria de Comunicação Social

Representantes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso acompanharam, na manhã do dia 28 de abril, a vistoria realizada pelo governador Pedro Taques (PSDB) e secretário de Infraestrutura, Marcelo Duarte, da obra de pavimentação de 3 km da Avenida Antártica, localizada no Distrito do Sucuri, em Cuiabá. O asfalto é demanda antiga da população, que sofre com a poeira.

A ação é resultado de diálogo da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) com o governo do estado. Um exemplo disso é a  Indicação nº 377/2018, apresentada pelo deputado estadual e presidente da ALMT Eduardo Botelho (DEM), que solicita pavimentação asfáltica na rodovia MT-400, entre o trecho do Córrego Sucuri até a Comunidade do Machado (estrada velha da Guia).

“Quero agradecer ao governo por atender essa indicação. A participação na conquista desse asfalto vem com muito orgulho do deputado Botelho”, declarou Alberto Machado, servidor do gabinete do deputado, durante a vistoria.

O presidente da Associação de Moradores do Sucuri, Valdivino Paulo da Cruz, lembra que Botelho atuou para liberar os recursos para a obra, previstos em emenda parlamentar apresentada pelo então deputado federal Eliene Lima. “O deputado Botelho ajudou a destravar essa emenda que estava na Caixa [Econômica Federal]”, lembra Valdivino, ao agradecer a equipe da Assembleia e a equipe da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra). “Vai melhorar nossa vida. Os moradores almoçavam e jantavam poeira”, conta, após uma espera de anos pelo asfalto.

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) representou ALMT na vistoria e destacou o papel da Casa de Leis nesse processo. “As demandas que chegam no governo fatalmente passam pela Assembleia Legislativa e começam na base, junto à comunidade”, afirma. Para ele, a obra é de extrema importância para o Sucuri. “É uma região que está a poucos minutos do centro de Cuiabá, mas que foi esquecida. Asfalto é mais que conforto. As pessoas com problemas respiratórios não conseguem viver bem com a poeira. E também dá mais segurança”, completa Maluf.

O secretário da Sinfra, Marcelo Duarte, se mostrou satisfeito com o andamento das obras. “A obra aqui está bem adiantada, em 2 meses termina”, avalia. Ele lembra ainda que o trecho faz parte de uma pavimentação maior, que deve contemplar mais 13 bairros, com custo de cerca de 9 milhões de reais vindos do governo federal. “Devemos concluir esse ano 90% dessa obra”, garante. O governador Pedro Taques ainda destacou o mérito da gestão, que conseguiu viabilizar a obra. “Nós recuperamos recursos que estavam perdidos”, afirma Taques.

 

Fotos: Angelo Varela/ Secom ALMT