RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Acordo de MT com a Bolívia deve reduzir preço do gás de cozinha, avalia Botelho

Parlamentar intermedeia firmação de protocolo entre Mato Grosso e o governo boliviano. Queda no preço poderá chegar até 30% fomentando indústrias e lares mato-grossenses

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM) destacou que a firmação de acordo entre Mato Grosso e o governo boliviano poderá reduzir em até 30% o valor do gás de cozinha no estado. Para isso, Botelho tem sido o interlocutor junto ao governo para efetivar o acordo comercial para que a Bolívia forneça o gás para Mato Grosso. Nesta sexta-feira (31), ele participou de mais uma rodada de negociação, no Palácio Paiaguás, com secretários de estado e o embaixador da Bolívia no Brasil, Wilfredo Rojo Parada, o presidente da Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Richard Botello, e comitiva.

“Esta reunião é muito importante porque temos um gasoduto que está praticamente inoperante e o gás da Bolívia é muito importante para nós, principalmente, para as indústrias. Uma luta que enfrentamos, pois lá atrás apresentei [a proposta] para o ex-governador Pedro Taques e agora para o governador Mauro Mendes a necessidade e importância de conseguirmos comprar o gás. Se conseguirmos avançar, isso vai baixar o preço do gás de cozinha em torno de 20% a 30% impactando a vida dos mato-grossenses. Estou empenhado nessa luta com os deputados e o governo. Essa reunião foi muito boa e acredito que até ano que vem vamos ter novidades para todos, para o setor industrial e, especialmente, às donas de casa”, garantiu o parlamentar.

Na pauta dessa reunião, autoridades trataram sobre o contrato de venda do gás e os detalhes necessários como o volume de gás para os projetos de GNL transporte, GNL usinas de etanol e Gasoduto do Distrito Industrial. Também discutiram sobre a internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon; venda de soja casada com uréia pela hidrovia e sobre a pavimentação de trecho rodoviário entre San Mathias e San Ignacio.

Botelho retoma os trabalhos na Assembleia Legislativa na próxima segunda-feira (03), após passar por tratamento contra Covid-19 e recesso parlamentar. Destacou que manterá as sessões todas as quartas-feiras para a limpeza da pauta de votação.