Botelho destaca aprovação de projeto para investimentos em infraestrutura

Projeto autoriza governo do estado a contrair empréstimo na ordem de R$ 550 milhões
Itimara Figueiredo/ALMT

Preocupado com os impactos socioeconômico que Mato Grosso sofrerá em detrimento às ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19, a exemplo do isolamento social, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), garantiu prioridade nos projetos voltados ao combate do coronavírus e citou a aprovação da Mensagem 29/2020, que vai garantir recursos para investimentos em Infraestrutura após a crise sanitária.

Essa mensagem, aprovada em segunda votação, nesta quarta-feira (01), com substitutivo integral, autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal – CEF, no âmbito do Programa Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento na Modalidade Apoio Financeiro (FINISA), destinado a aplicação em Despesa de Capital, a oferecer garantias e dá outras providências.

“Após o período de combate ao coronavírus será importante ter recursos garantidos para voltar a investir no estado. Esse projeto de construção de pontes é prioridade porque o presidente da Caixa Econômica Federal disse que possivelmente será liberado recurso para infraestrutura e que irá liberar os projetos que estiverem na frente. Então, temos que correr para dar condições ao governador [Mauro Mendes] colocar o projeto lá com possibilidade de sair. Depois dessa crise temos que ter dinheiro na praça, temos que fazer obras, essa é uma forma de injetar dinheiro no mercado. Acho que essa é uma forma e por isso aprovamos esse projeto”, explicou o parlamentar, ao defender bom senso e união de todos para conter a proliferação do coronavírus.

A mensagem aprovada recebeu substitutivo integral de autoria das lideranças partidárias. Objetivo é garantir que todas as regiões de Mato Grosso sejam contempladas com investimentos na infraestrutura, ou seja, projetos de construção de obras de arte especiais e correntes; aquisição de equipamentos rodoviários; aquisição de materiais e insumos destinados à execução de obras de artes especiais.

“O substitutivo integral visa garantir que todas as regiões de Mato Grosso tenham acesso ao referido recurso para que as localidades mais distantes possam ser contempladas”, garante o documento aprovado.

FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Clique em baixo e  faça parte!

Pensamentos do dia