31 de março de 2017

CUIABÁ 300 ANOS

Botelho anuncia parceria entre AL e Intermat para auxiliar na regularização fundiária em Cuiabá

O presidente da Assembleia realizou a primeira audiência para debater "Cuiabá 300 anos" e prometeu levar a discussão para todas regiões polos da capital

Por ALLINE MARQUES / Assessoria da Presidência

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), aproveitou a primeira audiência “Cuiabá 300 anos” para anunciar a parceria realizada entre o Parlamento e o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) que irá beneficiar a população cuiabana com um problema, que perdura por décadas, relacionado à regularização fundiária. Somente no bairro Pedra 90 serão mais de 7 mil títulos.

O parlamentar explicou que o Legislativo irá oferecer estrutura e profissionais para ajudar o Intermat no trabalho de regularização fundiário na capital. Além disso, o deputado lembrou que já anunciou esta semana a devolução de recursos no montante de R$ 2 milhões para construção da Clínica da Mulher, na Santa Casa da Misericórdia, além de mais de R$ 10 milhões que serão aplicados na cultura dos municípios e a capital deverá também ser beneficiada. Outra boa notícia é a devolução de mais R$ 80 milhões para que o Executivo faça obras de pavimentação.

O evento ocorreu na sede da União Coxipoense de Associação de Moradores (Ucam) que agrega 101 entidades comunitárias, atende aos 114 bairros da região Sul de Cuiabá que conta com cerca de 180 mil moradores. O presidente da Assembleia tem o objetivo de discutir projetos voltados para os 300 anos da capital em todas as regiões polos e iniciou o debate nesta semana que antecede o aniversário de 298 anos de Cuiabá.

Além disso, durante o evento o secretário adjunto da Casa Civil, Carlos Brito, aproveitou para anunciar também investimentos que serão feitos pelo governo que irá beneficiar a população do Coxipó.

Brito, que iniciou a vida política como liderança comunitária e foi o fundador da Ucam, aproveitou para destacar a importância da audiência pública fora da Assembleia, oportunizando a população ficar mais próxima do Legislativo e informou que o governo já tem no planejamento de obras a construção de três novas pontes, sendo uma no Rodoanel, outra na Passagem da Conceição e a terceira é esperada pela população da região, pois irá ligar o bairro Parque Atalaia ao Cristo Rei.

O presidente da Ucam, José Maurício Pereira, elencou diversas reivindicações da comunidade do Coxipó e entregou um documento com estas demandas para o secretário Carlos Brito e também para o deputado Eduardo Botelho. Ele ressaltou a importância de a Assembleia ser parceria da comunidade e fazer este papel de interlocutora junto ao Executivo.

Dentre as reivindicações feitas pelo líder comunitário, está a necessidade de conclusão do Rodoanel. O governo do Estado abriu o edital para esta obra no ano passado e a construção do Contorno Norte irá contemplar a logística de veículos pesados em Cuiabá, direcionando o tráfego para os 52 quilômetros iniciados no entroncamento da sobreposição das rodovias BR-070/163/364, na saída para Rondonópolis, e terminando no segmento da via federal BR-163, de acesso ao Norte do Estado.

Além disso, José Maurício cobrou que o projeto de construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) volte a atender a região Coxipó, como previsto no início. Botelho defendeu a importância da obra do VLT e tem acompanhado as discussões sobre o assunto. O parlamentar defende a conclusão do modal.

Outro pedido é com relação a obra da orla no bairro São Gonçalo Beira Rio, além de mais escolas, isto porque segundo o presidente da Ucam nos últimos cinco anos surgiram 17 novos condomínios e nenhuma escola foi inaugurada. Há demanda ainda com relação a construção de bases comunitárias da polícia, Batalhão do Pedra 90, além postos de saúde e até mesmo um hospital regional.

O representante da Prefeitura de Cuiabá, Francisco Vuolo, contou que o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) desde a campanha já vinha pensando num planejamento para os 300 anos e fará projetos integrados entre todas as secretarias. Ele ressaltou ainda a importância de ouvir o que a população quer para os 300 anos e a audiência é uma oportunidade de tomar conhecimento das reais necessidades da sociedade cuiabana. Vuolo comentou ainda que o prefeito também tem mantido reuniões com o governo para discutir o retorno das obras do VLT.

O presidente do bairro Pedra 90, Marcos Baiano, destacou a importância da aproximação da Assembleia com a população de Cuiabá. “É com muito carinho que vemos a Assembleia trazer esta audiência para dentro do Coxipó com respeito à população. Ficamos honrados com esta parceria entre a Assembleia e até mesmo com o governo. Esta parceria tem que existir entre Assembleia, Estado e Município, porque quem ganha é a população”.

O bairro Pedra 90 tem a terceira maior população de Cuiabá e apesar das melhorias e avanços já conquistados como a pavimentação de todas as ruas, o ex-presidente Itamar Will pontua a necessidade de mais serviços nas áreas de saúde, além do problema da regularização fundiária.

PALESTRA

O professor João Edison foi convidado para dar uma palestra sobre a história de Cuiabá e fez algumas provocações às autoridades sobre o que se quer da capital mato-grossense e quais as possibilidades de se explorar a cidade para que ela cresça economicamente.

“Quando falamos de Cuiabá ela é uma cidade de três dimensões, existe a cidade administrativa, que é onde moramos, existe ainda a capital do estado que está dentro de Cuiabá, o Centro Político Administrativo e os 140 municípios depende da questão cartorial de Cuiabá e existe o centro cultural-econômico do estado”, comentou.

HOMENAGEM

Ainda durante a audiência, foram entregues moções de congratulações para as lideranças comunitárias e o deputado ressaltou a importância destas pessoas para a sociedade. “Isto é o reconhecimento da Assembleia à estas pessoas que lutam pela sua comunidade, que não desistem e vão atrás, batem de porta em porta”, declarou o parlamentar. Houve também uma apresentação cultural com um grupo de curueiros no início da audiência.

Em seu discurso, o presidente da Assembleia ressaltou a necessidade de debater o futuro de Cuiabá e contou sobre o sonho de poder lutar em benefício do Estado para que o cidadão possa ter mais qualidade de vida. Ele quer ainda que Cuiabá se torne a capital do emprego, da infraestrutura e que a população tenha orgulho de morar nela.