22 de maio de 2017

CIA ENERGÉTICA SINOP

Especialistas convidam deputados para visitar obras da Usina Hidrelétrica Sinop

Empreendimento deverá ser concluído em dezembro de 2018. Expectativa é a de gerar 408 MW, suficientes para atender 1.600 milhão de pessoas

Por ITIMARA FIGUEIREDO – Assessoria da Presidência

Os deputados deverão checar in loco o andamento da construção da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop, que está com 90% concluídos. O convite foi feito nesta segunda-feira (22), ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), que recebeu em seu gabinete o diretor de Engenharia e Construção, Gustavo Reis Lobo de Vasconcelos; o representante Permanente do Conselho de Administração em Sinop, Jean-Christophe Delvallet e o diretor de Meio ambiente, Ricardo Padilha.

Na oportunidade, os especialistas apresentaram o balanço sobre a execução da UHE que está sendo construída no rio Teles Pires. A barragem está nas áreas dos municípios de Cláudia e Itaúba. O reservatório abrangerá os municípios de Cláudia, Itaúba, Ipiranga do Norte, Sinop e Sorriso.

Estimada em R$ 3 bilhões, sendo 51% de recursos da francesa Électricité de France (EDF) Brasil e 49% do governo federal, a usina vai fomentar a economia local, gerando três mil empregos diretos e mais três mil indiretos. Expectativa é a de gerar 408 megawatts (MW), suficientes para atender 1.600 milhão de pessoas.

“É importante a participação da Assembleia Legislativa no andamento da obra, especialmente, pelos deputados que compõem a Comissão de Meio Ambiente. Isso dá confiança ao investidor estrangeiro”, destacou Delvallet.

De acordo com Vasconcelos, a visita faz parte da programação para que a sociedade, imprensa e Poderes Constituídos possam conhecer a obra. “A Assembleia Legislativa é nossa parceira, mais uma vez, os convidamos para visitar a obra, alguns deputados já estiveram no local e gostaríamos que continuassem acompanhando”, explicou o engenheiro, ao acrescentar que uma das fases mais importantes da usina foi a conclusão do desvio do rio.

Com o Programa dos Municípios, conforme o diretor Padilha, será possível investir R$ 140 milhões na área do Meio ambiente, uma forma para compensar os impactos ambientais. “Será a contrapartida a possíveis prejuízos ambientais causados pela obra. A usina representa importante contribuição para atender o crescente consumo de energia elétrica no Brasil”.

A Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop está sendo implantada pela Companhia Energética Sinop (CES), uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), formada por três acionistas – Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), Électricité de France (EDF) Brasil e Centrais Elétricas do Norte do Brasil (Eletronorte). A CES detém, ainda, a concessão da Hidrelétrica para sua operação por 35 anos e para a implantação do Empreendimento contratou empresas para a execução dos programas socioambientais do Projeto Básico Ambiental (PBA) e a Construtora Triunfo para a execução das obras civis, fornecimento eletromecânico e montagem da Usina.
Mais informações
Assessoria de Imprensa da Presidência
Fones: 3313-6296/ 99952-1211/ 99975-2510

Fotos: MAURÍCIO BARBANT