19 de março de 2018

VALE DO ARINOS

Prefeitos pedem apoio da AL junto ao governo à liberação de emendas

Sem recursos provenientes de emendas os gestores não têm como investir

Por ITIMARA FIGUEIREDO – Assessoria de Imprensa da Presidência

A falta de pagamentos das emendas parlamentares pontuou a reunião das lideranças municipais e deputados estaduais durante a 13ª edição da Assembleia Itinerante, realizada na última sexta-feira (16.03), em Porto dos Gaúchos, região Norte de Mato Grosso. Os prefeitos aproveitaram para pedir o intermédio da Assembleia Legislativa junto ao governo do estado para agilizar os repasses. Também querem informações sobre a destinação dos recursos arrecadados pelo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).

“Temos recursos atrasados de 2016, 2017 e 2018 somando R$ 186 mil somente da área de Saúde”, disse o prefeito de Novo Horizonte do Norte, Silvano Neres.

Em Juara, por exemplo, o prefeito em exercício, Carlos Sirena, destacou as dificuldades para a recuperação de asfalto nas vias urbanas e rurais. Também questionou a falta de recursos para a Saúde. “Juara é um município referência, mas que tem suas particularidades, pois são mais de 4 mil quilômetros de estradas sem asfalto. E a nossa malha urbana está bastante danificada”.

Em Tabaporã a situação não é diferente. Faltam apenas 36 quilômetros de asfalto na MT-410, importante via que interliga os municípios da região. “Tive a honra de estar com o presidente Botelho em nosso município, onde temos a presença marcante de algumas ações dele e tivemos a garantia do apoio para viabilizar a conclusão do asfalto na MT-410, sonho antigo da população”, disse Sirineu Moleta, prefeito de Tabaporã.

“Temos um monte de emendas que não foram pagas, mas estamos aguardando. Contudo, vemos que faltam poucos meses para que o governador cumpra o compromisso com essas emendas devido ao período eleitoral. Então, já sabemos que pouco se conseguirá nesse caso”, lamentou o prefeito de Porto dos Gaúchos, Moacir Piovesan, ao destacar a importância da atenção da ALMT à região.

O presidente Botelho garantiu que tomará providências junto ao governo. “Essa cobrança foi muito boa pra nós porque constatamos que realmente os municípios carecem desses recursos. Vamos reunir com os deputados e fazer uma cobrança mais incisiva para que o governo pague as emendas. E também cobrar uma posição em relação as rodovias aqui da região”, afirmou o deputado Botelho.

De acordo com o secretário de Finanças da ALMT, Ricardo Adriane, mais uma vez o evento superou as expectativas. E a próxima contemplará moradores da região Araguaia. “Cada vez aumenta mais a demanda pelo atendimento ofertado no mutirão da cidadania com a emissão de documentos, orientação jurídica, consultas, exames e cursos de capacitação com a grande novidade que é o projeto Legislativo em Movimento. Na próxima edição estaremos na região Araguaia”, destacou.

Mais informações
Assessoria de Imprensa da Presidência
Fones: 3313-6296/ 99952-1211

Fotos: Maurício Barbant/Assessoria Presidência