15 de maio de 2018

PRESERVAÇÃO

Reunião no bairro Planalto debate preservação do Rio Cuiabá

Por Assim que receber o projeto da OSCIP, Botelho encaminhará à Comissão de Meio Ambiente

Por ITIMARA FIGUEIREDO – Assessoria de Imprensa da Presidência

A Assembleia Legislativa vai receber nos próximos dias um projeto que define ações para ‘salvar’ o Rio Cuiabá, de autoria da Organização da Sociedade Civil de Interesse Público Social (Oscip), através do Instituto Federal de Defesa do Meio Ambiente – IFDAM. A parceria foi definida durante reunião, nesta segunda-feira (14.05), na sede da entidade, no bairro Planalto, que contou com as presenças do presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho e do deputado federal Fábio Garcia, ambos do DEM.

Objetivo é somar esforços à viabilização de ações que fomentem a preservação do meio ambiente, tendo o apoio da equipe técnica da Comissão de Meio Ambiente da Casa de Leis.

“Os representantes da Oscip estão preocupados com a preservação do meio ambiente, especialmente do Rio Cuiabá e outras regiões. Realizam um trabalho importante e a ideia é somar forças para angariar recursos que culminem no trabalho preventivo, especialmente, das matas ciliares das nascentes, além de combate a incêndios. Vamos acionar a Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa para participar desse trabalho”, afirmou o deputado Botelho.

Geovanny Alexssandro de Souza Silvério (presidente do IFDAM/ OSCIP) ressaltou a importância da parceria em defesa, inclusive com o trabalho de qualificação envolvendo a sociedade.

“Preservando o meio ambiente, preservamos a nossa vida. Queremos firmar parceria com os deputados para que possamos defender o meio ambiente. A exemplo do Rio Cuiabá, que necessita da atenção de todos. É preciso levar qualificação aos ribeirinhos para que possam, no período da piracema, desenvolver diversas ações, inclusive, a de devolver o peixe ao rio; intensificar a fiscalização para proteger. Vamos apresentar o projeto para salvar o Rio Cuiabá, retirando o esgoto que jorra a céu aberto nele”, disse Silvério.

Fábio Garcia também se comprometeu a buscar apoio junto ao governo federal. “Orientamos que é preciso definir claramente um projeto, neste caso será sobre o Rio Cuiabá, para depois viabilizarmos a parte mais difícil que é a de orçamento”.
Também participaram o técnico da Oscip, Jonathan André Braga e o secretário-geral da entidade, Marco Antônio Noronha.

Mais informações
Assessoria de Imprensa da Presidência
Fones: 3313-6296/ 99952-1211

Fotos: Maurício Barbant/Assessoria Presidência