11 de julho de 2017

53ª EXPOAGRO

Stand da ALMT expõe história do Parlamento desde 1835

Visitantes da feira agropecuária podem fazer um passeio pela história das sedes da Casa de Leis, no espaço criado especialmente para expor ações parlamentares

Por ITIMARA FIGUEIREDO – Assessoria da Presidência

Uma réplica da fachada da Assembleia Legislativa foi montada na 53ª Expoagro – Feira da Capital do Agro, no Parque de Exposições Jonas Pinheiro. Idealizado pela Mesa Diretora, objetivo do stand é levar informações ao público sobre as ações da ALMT durante os nove dias de festa. Com a presença de deputados estaduais, o stand também expõe a história da Casa de Leis desde 1835, numa ação que integra cultura e lazer. Tanto que nesta quinta-feira (13.07), às 19:30, a dupla Nico e Lau estará presente no local, numa parceria com o Teatro Zulmira Canavarros.

Além disso, os visitantes podem adquirir exemplares dos livros da PubliAL, como o Estatuto dos Servidores Públicos; o Zoneamento Socioeconômico e Desigualdades Regionais de Mato Grosso.
E o empenho da ALMT, em parceria com demais poderes, deverá resultar na consolidação de ações que promovam a revitalização do parque de exposições, tornando-o a maior vitrine do agronegócios de Mato Grosso. O presidente da Casa, deputado Eduardo Botelho (PSB), destacou a importância da parceria e participação popular no evento.

“Convidamos todas as lideranças, servidores da Assembleia Legislativa e público em geral para conhecer nosso stand na Expoagro. Estamos lá mostrando nosso trabalho, num espaço que é de toda a população de Mato Grosso, num momento de descontração, troca de ideias e sugestões de melhorias para Mato Grosso”, afirmou o presidente Eduardo Botelho.

O presidente do Sindicato Rural de Cuiabá, Jorge Pires de Miranda, disse que essa parceria é fundamental para que Cuiabá se torne a capital agro do Brasil. “Nesta edição temos todas as instituições públicas e políticas, numa jornada para consolidar Cuiabá nessa posição de destaque. Já contratamos um projeto de revitalização do parque que tem apoio da Assembleia Legislativa e vamos fazer as modificações necessárias para que o parque de Exposições Jonas Pinheiro se torne a vitrine do agronegócio do Brasil. O apoio dos deputados é muito importante porque vem de um trabalho de aproximação com o cidadão”, afirmou Miranda.

Dessa forma, alerta Miranda, evitará que produtores locais busquem novas tecnologias fora de Mato Grosso. “Se somos os maiores produtores de grãos do Brasil, consequentemente, somos também os maiores consumidores de máquinas e insumos agrícolas. Então, se tivermos aqui uma vitrine do agro poderemos melhorar a economia do estado”, destacou.

53ª EXPOAGRO – mesmo em meio à crise que assola o país e Mato Grosso, a expectativa de público é muito boa para a 53ª Expoagro. Somente no primeiro final de semana recebeu 25 mil pessoas. Os debates voltados às cadeias produtivas, com palestra de renomados especialistas, como o ministro da Agricultura, Blairo Maggi também contribuem para o sucesso do evento.

“Nosso estado é o maior produtor de grãos e de rebanho bovino do Brasil e precisamos de uma vitrine para mostrar toda essa produção e trazer inovações tecnológicas para o conhecimento do produtor mato-grossense”, afirmou Miranda.

Ricardo Adriane, secretário de Finanças da ALMT, acompanha as ações no stand da ALMT. “Estamos presentes nessa grande festa oportunizando os visitantes a interagir com os deputados e conhecer a história do Poder Legislativo, como a Assembleia Itinerante, Educação Legislativa em Movimento e a programação do Teatro Zulmira Canavarros e apresentação do Programa AmbientAção.

SEDES – A exposição mostra a trajetória das sedes do Legislativo de Mato Grosso até os dias atuais. Apresenta textos sobre acontecimentos históricos, como a aprovação da lei para transferir a capital da província, que era a cidade de Mato Grosso, atual Vila Bela da Santíssima Trindade, para Cuiabá, em 1835.

A primeira sessão plenária foi realizada em três de julho de 1835, no casarão Pedro Celestino, esquina com a rua Campo Grande, no centro de Cuiabá. Após o período do Estado Novo de 1937 a 1945, o Poder Legislativo foi fechado, sendo reaberto em 29 de março de 1947, em um espaço cedido pelo Tribunal de Justiça, na Avenida Getúlio Vargas. Ali, permaneceu por 25 anos.

Projetada para ser um espaço próprio, em 1972 a ALMT passou a funcionar na Rua Barão de Melgaço – Praça Moreira Cabral, onde foi promulgada a Constituição 1989 e funcionou até 2005.

Fotos: MAURÍCIO BARBANT