ÁGUA TRATADA

Botelho intervém e governo assina convênio para construção de ETA em VG

Expectativa é que até outubro do ano que vem a estação de água entre em funcionamento

Com mais investimentos, na ordem de aproximadamente R$ 27 milhões, o problema da falta de água em Várzea Grande deverá ser resolvido. O convênio para início da construção da Estação de Tratamento de Água – ETA, no bairro Chapeu do Sol, foi assinado entre a Prefeitura de Várzea Grande e governo do estado, nesta quinta-feira (25), uma luta antiga defendida pelo deputado Eduardo Botelho (DEM), primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, que também assinou a parceria que vai ajudar milhares de famílias várzea-grandenses.

“Vamos colocar um ponto final nesse problema. Várzea Grande é uma cidade que tem uma demanda grande de água, mas agora nós temos 100% de certeza que teremos uma solução definitiva de médio e longo prazo para a cidade”, assegurou o governador Mauro Mendes.

“Quero agradecer o deputado Botelho, a Assembleia Legislativa pelo trabalho em parceria com Várzea Grande. Já fizemos o convênio, o projeto está pronto e acredito que em 20 ou 30 dias vamos licitar para colocar a obra em execução”, afirmou o prefeito Kalil Barat.

A cerimônia de assinatura foi realizada no pátio da Prefeitura Municipal de Várzea Grande, com destaque às presenças de deputados estaduais, federal e do senador Jayme Campos, que anunciou mais R$ 5,7 milhões para investimentos em equipamentos, reforma do Centro Comunitário Bom Sucesso, manutenção de vias e infraestrutura, numa parceria também do senador Wellington Fagundes e deputado Botelho.

Com a previsão de atender pelo menos 30 bairros de Várzea Grande, o empreendimento deverá entrar em funcionamento até outubro do ano que vem. Um trabalho árduo, mas que prevaleceu o diálogo, conforme explicou o deputado Botelho.

“Trabalhamos com muito diálogo, tanto que conseguimos fazer com que o governo assinasse o convênio para liberar recursos à prefeitura para fazer essa ETA em Várzea Grande. Inicialmente, o governo iria fazer a obra, mas entendemos que repassar os recursos seria mais ágil. O governo repassando recursos para prefeitura é um passo gigante para resolver essa questão da água. A prefeitura deve licitar e dar ordem de serviço, para que até setembro ou outubro do ano que vem o problema seja resolvido”, explicou Botelho.

Para essa ETA Barra do Pari, no bairro Chapéu do Sol, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística – Sinfra vai repassar R$ 27 milhões para a prefeitura, que entrará com uma contrapartida de aproximadamente R$ 1,5 milhão e será a responsável por executar a obra. “Mais uma participação do governo, já fizemos muita coisa, presídio, máquinas e agora vamos resolver definitivamente a falta de água para todos várzea-grandenses”, disse o secretário da Sinfra, Marcelo de Oliveira.

ETA – Na estrada da Passagem da Conceição, a nova ETA terá capacidade de captar 250 litros de água por segundo. Além do sistema de captação, a estrutura vai ter uma adutora de água bruta, uma estação de água completa com três adutoras para água tratada e três reservatórios apoiados, com capacidade de armazenar 4,5 milhões de litros.