SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Deputado Botelho pede travessia elevada no Parque das Águas

Indicação foi feita à Prefeitura de Cuiabá. Objetivo é proteger dar segurança a pedestres e animais que atravessam a avenida de acesso ao parque

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso aprovou, nesta semana, a Indicação 4.695/21, que pede à Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana a implantação de faixa de travessia elevada, na Avenida Doutor Hélio Ribeiro, em frente ao portal do Parque das Águas, em Cuiabá.

A proposta é do primeiro-secretário da Mesa Diretora da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM) e visa garantir mais segurança a pedestres, bem como aos animais que vivem soltos pelo parque, como capivaras, que atravessam na faixa dessa via diariamente.

Botelho explica a importância de melhorar a sinalização nessa avenida, diante ao grande fluxo de veículos e de frequentadores do parque. Destaca que atualmente há sinalização apenas da faixa de travessia, o que não impede que motoristas dirijam em alta velocidade na via. Também não há placas informativas de alertas sobre animais na pista, podendo provocar acidentes. 

À exemplo de vídeos que circulam nas redes sociais em que, diariamente, no final da tarde, bando de capivaras segue ao portal principal do Parque das Águas para atravessar a avenida e seguir para o bosque vizinho. Mesmo usando a faixa de pedestres, o bando corre riscos na via que é bem movimentada. Geralmente, elas contam com o apoio de algum frequentador do parque para parar o trânsito, mas nem sempre é assim e alguns animais acabam sendo atropelados. A via também acumula sinistros entre veículos em decorrência à alta velocidade, pois motoristas acabam freando para dar passagem a pedestres e o outro desatento, acaba colidindo pela falta de sinalização e quebra-molas.

De acordo com Botelho, com a faixa elevada os motoristas terão que passar, necessariamente, mais devagar, com maior atenção à via, evitando acidentes, já que propicia aos condutores maior visibilidade do local, por se tratar de uma rampa, com a sinalização adequada, fácil de ser notada.

“É uma ferramenta que garante ao pedestre mais segurança em seu percurso. Também favorece a mobilidade urbana, garantindo prioridade ao pedestre, inclusive, acessibilidade aos cadeirantes, idosos, crianças e, nesse caso, de animais também”, explica o parlamentar.