DIA DO FEIRANTE

Ações de Botelho fortalecem pequenos produtores e feirantes

Deputado conhece as dificuldades desses trabalhadores para garantir a produção e comercialização dos produtos da Agricultura Familiar

Oriundo da agricultura familiar, o presidente licenciado da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), destacou a importância do trabalho de feirantes e pequenos produtores rurais que, segundo ele, contribuem sobremaneira ao setor produtivo, nesta terça-feira (25), em que se comemora o Dia do Feirante.

Com a bandeira de luta na ALMT em defesa de melhorias à Agricultura Familiar, com ações que propiciem condições de trabalho e renda às inúmeras famílias que fomentam as feiras livres, Botelho parabenizou o setor. “Parabéns a todos os feirantes pela arte de trazer alegria do campo para nossas mesas!”, agradeceu, ao lembrar a época em que ajudou o seu pai na roça para garantir o sustento de casa e que conhece bem a realidade das feiras livres da Baixada Cuiabana, uma delas é a de Nossa Senhora do Livramento, que oferece produtos frescos e de qualidade para seus consumidores. Essa feira recebeu apoio do parlamentar para a realização da Feira da Agricultura Familiar, Gastronomia e Artes, através de indicação ao governo do estado.

Botelho é autor da Lei 10.902/19, que instituiu o Programa Feira da Mulher do Campo, uma forma de valorizar esse trabalho que eleva a agricultura familiar das comunidades, promovendo a geração de renda, produtos de qualidade e cursos de capacitação de técnicas de manipulação de alimentos, processamento e embalagem.

Também é autor do Projeto de Lei 43/2020 que declara Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural Imaterial de Mato Grosso o Mercado do Porto de Cuiabá, popularmente chamado de Campo do Bode, que se tornou um ponto turístico da Capital, com estrutura coberta que abriga 480 boxes, que oferecem imensa variedade de produtos de qualidade. Diante disso, o deputado também indicou à Prefeitura de Cuiabá a necessidade de viabilizar recursos para a reforma geral do local, através de convênio entre estado e município.

O setor conta, ainda, com outra importante ação de Botelho. Ele solicitou ao governo a autorização do uso das dependências externas da Arena Pantanal para a Associação das Feiras, Roças e Quintais de Mato Grosso. Objetivo é aproveitar melhor o espaço com a implantação de uma feira livre do produtor rural nas manhãs de domingo. Em atendimento às lideranças locais, indicou a transferência do local da feira do bairro Coophema, em Cuiabá, para oferecer mais conforto e comodidade aos seus consumidores, melhorando o fluxo do trânsito nas suas imediações.

Já para a feira livre de Barra do Bugres, região do Médio-Norte, solicitou ao governo a revitalização que vai melhorar o local de oferta das frutas, legumes, verduras, carnes e artesanatos. Na ALMT, defendeu o Projeto de lei 235/2017 que institui a Política Estadual de Incentivo e Fomento às Feiras de Alimentos Orgânicos. Autor desse projeto, Botelho defende ações que promovam a segurança alimentar e nutricional, estimulando o consumo de produtos orgânicos, além do empreendedorismo e do cooperativismo. “Essas são algumas ações para o fortalecimento e valorização dos pequenos agricultores e feirantes e, consequentemente, garantir a geração de emprego e renda aquecendo a economia estadual”, destacou o deputado, ao listar outros projetos que consolidaram a entrega de resfriadores de leite, equipamentos agrícolas e cursos de capacitação ao homem do campo.